top of page
Buscar
  • Foto do escritorRodrigo Souza

Pontualmente



Foi pontualmente que ele chegou. Foram 14 anos de espera pelo que dali se constatou. Daquele dia em diante um evento astrológico-astronômico formou. Confundiu a ciência e o que era mágico, status de oráculo firmou.

No momento exato do contato inseparavelmente temporal e surpreendentemente espacial, foi de espectralmente imaginado ao físico quântico perfectocarnalmente fatorial. Alterou o plano do dia, o pleno da pluma, o plomo da plata gravitacional, fez graça no plano astral que tanto aprumadamente era mapeado, hoje é papo de boteco na terraplana colonial, moveu uma massa energeticamente abissal, desalinhando o sol e dando a projeção do lúmen da lua a alteração para uma maré fenomenal. Mudou signos. Quem era de virgem hoje é dragão. O miojo virou pão, fez o tijolo brotar do chão.

O cristão virou hindu. Pôs japonês na feijoada e no mingau o peixe cru.

Desorientando James Webb fez focá-lo nos pixels da internet dos sismólogos do Turcomenistão. Porção territorial agora povoada por quatrocentos e quarenta e quatro pedras de sabão. Lugar esse que nem se sabia que existia, até pousar drones de carne no heliponto dessa conexão. Com um poder e velocidade fulgural, tal e qual a fórmula de Einstein virou estampa de camisa no sarau. E=mc2 ficou de fato sem relevância alguma no plano equinocial. Da corda do navio, fez-se o fio-dental. Foi possível empinar pipa na linha do Equador e ainda fez da lágrima um canal.

Gradativamente a China começou a fronteirar o Rio, Tim Maia virou ladrilho do Leme ao Pontal. Chegou no momento correto para dizer: só quero dinheiro etcetera e tal. Fez marcha pra Exú em pleno sábado de Carnaval e Silas Malafaia falar de Jesus. Milagre que nem o próprio conseguiu fazer, destronou da Jerusalém celestial. Pôs até palavra bendita na boca de liberal. Até presidente da república com um beijo elegeu.

E tudo que haveria de acontecer, assim aconteceu.

O relógio tic-tac no metrônomo morreu.

Fez a alegria da cidade naquelas horas em que se deu.

Gozou só felicidade no céu da boca de Perseu.

Tudo isso aconteceu.

Depois disso, acordou.

Depois que todo mundo morreu.

59 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Lembrança

Commenti


bottom of page