Buscar
  • Rodrigo Souza

O Atentado ao Presidente (Parte 11)



Yuri nada diz com a ameaça de Sofia. Ele simplesmente joga o envelope ao chão. Nada diz. Sofia com a arma ainda apontada para seu alvo, se baixa, pega o envelope. Neste ponto a arma já não está mais apontada. Sofia olha as próprias fotos. Todas em situações cotidianas. Yuri diz que aquelas fotos haviam sido feitas por Marcus Grécia. Ela pergunta o que aquilo significava. Yuri singelamente diz: Isso eu ainda não sei te responder. Então, Sofia diz o que ocorreu no dia da morte de Grécia. Conta que ela recebeu das mãos dele um bilhete com alguns nomes. Dentre esses nomes, o de Yuri. O rosto de Medeiros fica pálido. Olha para o vazio. EM sua cabeça as conexões vão se formando.

- Grécia queria que soubéssemos que havia algo acontecendo. Quais eram os outros nomes?

Depois daquele encontro, Sofia e Yuri passaram a ocupar o mesmo carro. Eles param em um posto para fazer uma ligação. Nesta ligação Yuri passa cada nome para sua fonte. Era o meio tarde quando tudo isso ocorrera. Às 23h daquele dia, já em casa, Yuri recebe o resultado da pesquisa de todos os nomes. Os nomes de Rayol e do vice-presidente Eduardo J. Olivier não necessitaram de levantamento. Estava descoberto o Grupo de Jenner. No outro lado da cidade:

- Fernanda.

- Rayol, agora não posso falar.

- Então apenas escute. Quero sair do país agora mesmo e preciso de seu avião. Por favor, libere seu comandante o mais rápido possível.

Fernanda silencia por alguns segundos e desliga sorrindo.

No casarão de Marcus Grécia, onde foram encontradas as fotos de Sofia, a dupla recém formada adentra o recinto com tempo e disposição para vasculhar tudo. Sofia e Yuri se dividem na tarefa, com calma e atenção aos detalhes da casa, procuram na certeza que algo a mais seria encontrado. Dentro de um aquário vazio e empoeirado, Yuri percebe que há uma pasta. Ele vai até ela. Abre. Começa a olhar os papéis e ali encontra vários documentos, fotos, uma fita k7. Ele chama Sofia. Os dois olham recibos, notas. As provas da existência do Grupo de Jenner estava ali. Yuri olha para Sofia perguntando se ela tinha noção de que aquilo incriminaria o seu pai em vários crimes. Sofia apenas abaixa a cabeça. Um dilema está posto.

No aeroporto, Rayol se dirige ao centro de operações e controle de voo, aguarda alguns minutos para falar com o chefe de operações que está ao telefone. Ele enfim recebe Rayol.

- Já sei da demanda, Sr Rayol. O senhor pode se dirigir ao portão 14 destinado aos voos particulares.

- Ok, muito obrigado.

Ao chegar ao portão 14, o comandante Jefferson, que fora coronel de aeronáutica participando de operações importantes até o dia em que foi convidado por Fernanda Delfino para ser seu piloto particular, o recebe cordialmente o convidando para passar pela revista, procedimento de praxe, e embarcar. No documento, o destino era Miami. O abastecimento é iniciado.

O cenário é o de fuga do líder do Grupo de Jenner na aeronave da aspirante a líder do tal grupo. Sofia e Yuri com provas das ações deles. Marcus Grécia queria este cenário. Delfino também.

6 visualizações

©2020 por NasCrônicas. Orgulhosamente criado com Wix.com