Buscar
  • Rodrigo Souza

A menina e a indiferença


Era uma vez uma menina que nada via, a não ser a bondade. O mundo era mais ou menos vazio, pois andava escasso de coisas boas, atos de bondade, pessoas bondosas.

A criança foi crescendo e era como se houvesse sempre um tapume que encobria a visão do mundo, e o mundo era estranho.

A bondade para ela ficou comum ao ponto de fazer surgir no seu coração um sentimento desconforme. Mas nada fez sobre isso e nem comentou.

Certo dia quando viu sua mãe entregar um pouco de comida para alguém necessitado, enxergou o homem, mas a sua mãe sumiu da cena, como se tivesse ido para trás do tapume.

A menina sentiu queimar dentro de si aquele sentimento desconforme.

Tempos depois a filha pergunta:


- Mãe… Só vejo bondade, certo?

- Sim, minha filha. Fizemos de tudo para limitar a sua visão às coisas boas da vida.

- É...

A expressão reticente causou preocupação na mãe que disse:

- O que aconteceu?

- Quando a senhora deu alimento para o homem faminto, eu não a vi.

- Minha filha! Deve ter sido por que você olhou apenas para o homem.

- Não. Eu olhei a cena inteira.

A mãe respirou profundamente e disse:


- Querida. Fiz aquilo pra que você visse e aprendesse.

- Então a senhora não fez por bondade?


Titubeando, insegura do que dizer.

- Se você não me viu devo ter feito algo errado, de forma errada.

- Qual o nome que se dá para coisas sem bondade?

- Depende... O oposto de bondade é a maldade.


A filha pensou. E aflita, concluiu:

- Então a senhora fez com maldade.

- Por isso disse que "depende", minha filha. Há coisas que fazemos de forma indiferente.

- Então a senhora foi indiferente? O que isso quer dizer?

- Quer dizer que não foi por maldade.

- Então foi o quê afinal?

- Indiferença. Tanto fazia a situação dele. Queria que você visse. Esse era meu objetivo.

Depois de um silêncio de poucos segundos, mas de um peso terrível:

- Então, além da maldade, não vejo também a indiferença? Ou, a indiferença é um tipo de maldade?

- Pode ser, minha filha. Pode ser que a indiferença faça parte da maldade.

23 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo